Core 2, Core i, Atom, Xeon; veja as diferenças dos processadores Intel

Core 2, Core i, Atom, Xeon; veja as diferenças dos processadores Intel

Os processadores Intel estão entre os mais famosos do mundo, e diversos deles estão à venda no Brasil, equipando variados tipos de computadores de mesa e portáteis. Há uma série de diferentes chipsets, de linhas como Core 2, Core i, Atom, Xeon, dentre outras. E, abaixo, você confere um pouquinho de cada série, e descobre qual deles se encaixará melhor no seu perfil de usuário.

Core i

A linha Core i tem os processadores i3, i5 e i7, de diversas gerações. A mais recente é a sexta. Quanto maior o número, maior a capacidade de processamento – e mais caro será o computador. Esta é uma série recomendada tanto para desktops como para portáteis e tem, especialmente nos modelos i5 e i7, mais avançados; potência suficiente para que os usuários façam qualquer tarefa sem problema algum.

Linha Core i é a mais famosa da Intel atualmente (Foto: Divulgação/Intel)Linha Core i é a mais famosa da Intel atualmente (Foto: Divulgação/Intel)

Sobre preços, encontram-se produtos com i3 na faixa dos R$ 1 mil a R$ 1,5 mil. Com o i5, o valor sobe para em torno de R$ 2 mil a R$ 2,5 mil. E, achar um i7 por menos de R$ 2,5 mil, certamente, é ter bastante sorte. Esta é a linha mais conhecida atualmente e não é difícil encontrar produtos com estes processadores. Nos tablets, tem uma equivalente, a linha Core M.

 

Core 2

A série Core 2, que tem também Core 2 Duo e Core 2 Quad, é uma linha que ficou para trás após a chegada da Core i. Está presente em modelos um pouco mais antigos, com dois ou três anos de mercado e tem uma capacidade suficiente para tarefas básicas. O comprador que quer economizar deve olhar com carinho para esta opção.

Core 2 Duo é um processador um pouco antigo (Foto: Divulgação/Intel)Core 2 Duo é um processador antigo, mas que atende àqueles que só fazem tarefas básicas no PC (Foto: Divulgação/Intel)

É muito possível encontrar modelos com processador Core 2 Duo, por exemplo, com o preço abaixo dos R$ 1 mil. Para simplesmente navegar na Internet, usar editor de texto e realizar tarefas básicas, o modelo pode suprir sua necessidade e não custará o que seria preciso desembolsar em um bom Core i.

 

Atom e Core M

A linha Atom é mais voltada para a portabilidade, sendo compatível com tablets, além de computadores ultrafinos e smartphones. Seus modelos com mais destaque no Brasil atualmente são os de série Z8000 e série x3-C3000, que equipam produtos como o Asus Fonepad 7 e o Lenovo Yoga Tablet 2 Pro. Os aparelhos que têm um processador Atom costumam ter preços baixos. Dos citados, nenhum chega a custar R$ 2 mil.

Linha Atom é voltada para aparelhos menores (Foto: Divulgação/Intel)Linha Atom é voltada para aparelhos menores (Foto: Divulgação/Intel)

 

Xeon

A linha Xeon tem processadores voltados para uma alta capacidade de processamento, ideal para servidores. Um processador Xeon E5, hoje, no Brasil, custa em torno de R$ 7,5 mil. Esse valor é somente a unidade de processamento, sem uma máquina. Ou seja, é voltado para empresas. Além dele, a Intel possui o E3, o E7 e as séries 3000, 5000, 6000 e 7000. Todos com a mesma finalidade.

Série Xeon é para os servidores (Foto: Divulgação/Intel)Série Xeon é indicado para servidores (Foto: Divulgação/Intel)

 

Celeron e Pentium

Os famosos processadores de “antigamente”. Há 15, 20 anos, Celeron e Pentium eram os nomes mais famosos de séries de processadores. Hoje, as linhas seguem sendo as opções mais econômicas, equivalentes, mais ou menos, aos Core i3 ou ao Core 2 Duo, em notebooks cujo preço dificilmente vai passar dos R$ 2 mil.

Pentium 4 fez muito sucesso quando foi lançado (Foto: Divulgação/Intel)Pentium 4 fez muito sucesso quando foi lançado (Foto: Divulgação/Intel)

Comentários pelo Facebook