Pra tentar resolver as contas do município nada mais justo que cortar na própria carne

Pra tentar resolver as contas do município nada mais justo que cortar na própria carne. Foi o que fez a prefeita de Presidente Kennedy, no Espírito Santo. Amanda Quinta Rangel vai reduzir em 30% o próprio salário e em 20% o do vice-prefeito e dos secretários municipais. Cargos comissionados e funções gratificadas também terão redução de 10% e 5%. A ideia é equacionar a folha de pagamento com a arrecadação municipal. Salários A redução de 10% será para cargos com salários de R$ 2.084,89 a R$ 2.514,59. Já a de 5%, para cargos com salários de R$ 1.238,00 a R$ 1.667,93. Em janeiro, a prefeitura suspendeu pagamentos de horas extras e comissões. Agora, com mais essa redução, a expectativa é economizar cerca de R$ 500 mil por mês. Outras ações, como, por exemplo, os programas Nota Rural e Nota Legal, educação tributária, o Fundesul Presidente Kennedy, devem começar a surtir efeito positivo e melhorar a arrecadação. Como o dinheiro dos royalties não pode ser utilizado para pagamento de pessoal, a fonte de recursos próprios vem reduzindo e, com isso, inviabilizando o pagamento dos salários. Já o tíquete alimentação é pago a todos os servidores, inclusive comissionados, no valor de R$ 900, e está em dia. Situação temporária O secretário municipal da Fazenda, Anquizes Meireles, informou que o município está buscando caminhos para solucionar este problema. “Quando anunciamos, no final do ano passado, algumas mudanças para reduzir despesas na folha de pagamento, já havíamos adiantado também que se fosse preciso nós iríamos adotar novas medidas. E, infelizmente, foi necessário, porque estamos sofrendo os reflexos do momento econômico ruim em todo o país desde 2015 e também tivemos uma queda substancial de arrecadação de ISS”, comentou o secretário da Fazenda. “Mas a economia começa a dar sinais de melhora, tanto no cenário nacional, como estadual, e com essas ações acreditamos que conseguiremos normalizar a situação”, concluiu. A prefeita Amanda Quinta Rangel acredita que essa é uma situação temporária. “O momento é de união, cortar na própria carne e fazer os sacrifícios necessários para passarmos por esse período difícil. Mas com o esforço coletivo vamos juntos superar e continuar a escrever uma nova história para Presidente Kennedy, com uma administração cada vez mais técnica e responsável”, disse a prefeita.

Pra tentar resolver as contas do município nada mais justo que cortar na própria carne. Foi o que fez a prefeita de Presidente Kennedy, no Espírito Santo.
Amanda Quinta Rangel vai reduzir em 30% o próprio salário e em 20% o do vice-prefeito e dos secretários municipais. Cargos comissionados e funções gratificadas também terão redução de 10% e 5%. A ideia é equacionar a folha de pagamento com a arrecadação municipal.
Salários
 
A redução de 10% será para cargos com salários de R$ 2.084,89 a R$ 2.514,59. Já a de 5%, para cargos com salários de R$ 1.238,00 a R$ 1.667,93.
Em janeiro, a prefeitura suspendeu pagamentos de horas extras e comissões. Agora, com mais essa redução, a expectativa é economizar cerca de R$ 500 mil por mês.
Outras ações, como, por exemplo, os programas Nota Rural e Nota Legal, educação tributária, o Fundesul Presidente Kennedy, devem começar a surtir efeito positivo e melhorar a arrecadação.
Como o dinheiro dos royalties não pode ser utilizado para pagamento de pessoal, a fonte de recursos próprios vem reduzindo e, com isso, inviabilizando o pagamento dos salários.
Já o tíquete alimentação é pago a todos os servidores, inclusive comissionados, no valor de R$ 900, e está em dia.
Situação temporária.
 
O secretário municipal da Fazenda, Anquizes Meireles, informou que o município está buscando caminhos para solucionar este problema.
“Quando anunciamos, no final do ano passado, algumas mudanças para reduzir despesas na folha de pagamento, já havíamos adiantado também que se fosse preciso nós iríamos adotar novas medidas. E, infelizmente, foi necessário, porque estamos sofrendo os reflexos do momento econômico ruim em todo o país desde 2015 e também tivemos uma queda substancial de arrecadação de ISS”, comentou o secretário da Fazenda.
“Mas a economia começa a dar sinais de melhora, tanto no cenário nacional, como estadual, e com essas ações acreditamos que conseguiremos normalizar a situação”, concluiu.
A prefeita Amanda Quinta Rangel acredita que essa é uma situação temporária.
“O momento é de união, cortar na própria carne e fazer os sacrifícios necessários para passarmos por esse período difícil. Mas com o esforço coletivo vamos juntos superar e continuar a escrever uma nova história para Presidente Kennedy, com uma administração cada vez mais técnica e responsável”, disse a prefeita.
Portal Só Boas Notícias / VIA ODAIR MATIAS

Comentários pelo Facebook