Procopenses pagam por água suja no Distrito e Congonhas

As autoridades não respondem e o drama do abastecimento de água parece não ter fim naquela comunidade.

Os moradores do distrito de Congonhas estão revoltados com a indiferença das autoridades e usaram as redes sociais para iniciar uma campanha contra uma situação de descaso que está deixando centenas de pessoas sem água potável.

As reclamações sobre a falta de água no local só não são maiores do que as queixas sobre a qualidade do produto, que chega até as torneiras (foto). Uma água escura, notadamente suja que, de acordo com os consumidores,  não serve sequer para lavar roupas. “  A água é tão suja, que a gente tem que lavar a caixa de água depois que ela chega ” explicou um dos moradores.

A comunidade passou o Natal e a passagem de ano, amargando o problema que perdura há mais de três anos no distrito. De acordo com alguns moradores, não adianta ligar para os números de atendimento da Sanepar, as respostas são vagas e não resolvem o problema.

A  maioria dos reclamantes,  não poupam críticas ao subprefeito Gean Carlos Janoni e ao seu pai, vereador Elio José Janoni, pois ambos são moradores do distrito e de acordo com os consumidores, estão indiferentes ao problema.

As postagens sobre este drama na internet sensibilizaram muitos internautas. Tanto que alguns moradores estão se mobilizando para levar a situação ao Ministério Público. Outros falam em deixar de pagar a conta de água até que o problema seja solucionado.

O outro lado 

Em contato como gerente  do  escritório regional da Sanepar em Cornélio Procópio. Sr. Bráulio Leonel, este respondeu que, a Sanepar está encontrando problemas com a rede de energia da Copel que atende o poço 02 do Distrito.

A alta tensão passa no meio de uma mata que com a chuva e ventos, as árvores encostam-se à fiação elétrica e causam curto circuito, desligando a energia do poço. Isso tem acontecido com muita frequência e foi este o motivo da última paralisação no fornecimento de água no dia 1 de janeiro

Bráulio respondeu também sobre a qualidade da água;  “Com relação a água suja tivemos problemas com a operação de uma mina que acabou sujando a água.  Nossas equipes ontem(01) fizeram a limpeza dos reservatórios e deram descarga nas redes de distribuição”.

Segundo Bráulio, os responsáveis da Copel já estão cientes do problema e vão realizar um serviço de roçada nas linhas de energia, ainda está semana.

Em contato com Subprefeito do distrito, Gian Carlo Janoni, o mesmo salientou que que a sub Prefeitura está ciente do problema e tem encaminhado ofícios para a estatal(Sanepar) reiteradas vezes, pedindo a solução para o caso. Gian disse que de forma nenhuma está alheio a situação, porém, a dificuldade foge da alçada municipal, tratando-se de um problema técnico de exclusiva solução da Sanepar e Copel. O subprefeito ainda apresentou alguns ofícios que foram encaminhados à Sanepar pedidndo o fim do problema.

Providências

Os reclamantes deixaram claro que não vão esperar mais e assim que acabar o recesso do Fórum local, irão realizar uma queixa ao Ministério Público.

Frisam ainda que, devido as condições que o produto(água) está chegando no distrito, (sem condições de consumo) estão avaliando a possibilidade de deixarem de pagar a conta de água, até que o problema seja solucionado.

 

Fonte: Blog Odair Mathias 

Comentários pelo Facebook