SEM PROVAS, GEBRAN CONDENA LULA E AUMENTA PENA A 12 ANOS E UM MÊS DE PRISÃO

“Culpabilidade extremamente elevada”, disse o desembargador Pedro Gebran Neto, relator do recurso do ex-presidente Lula no TRF-4; “Infelizmente, se está condenando um ex-presidente da República”, justificou, ao aumentar a pena do ex-presidente Lula a 12 anos e um mês de prisão; ele rejeitou todos os pedidos preliminares apresentados pela defesa, confirmando todas os pontos da sentença do juiz Sérgio Moro; ele pediu a prisão de Lula após o término dos recursos no TRF4; sessão em intervalo

www.brasil247.com

Comentários pelo Facebook